Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

Anitta quebra recorde com segundo prêmio no VMA

Anitta fez história na edição deste ano do Video Music Awards, a maior premiação de videoclipes do mundo. A cantora brasileira venceu pela segunda vez na categoria de melhor artista latino, com o clipe da música “Funk Rave”. Levantamento do site “Apostagolos.com” mostra que o feito tem um significado especial: ela é a primeira artista a vencer o prêmio duas vezes em músicas solos, sem a participação de nenhum outro artista no trabalho.
A categoria que elege o melhor clipe de artista latino dentro da premiação da MTV existe desde 2010 (entre 2014 e 2017, ela foi excluída do evento, retornando em 2018). Anitta venceu pela segunda vez consecutiva, depois de levar o prêmio em 2022, com “Envolver”.
J Balvin, colombiano considerado o “Príncipe do Reggaeton”, já venceu o prêmio de melhor clipe de artista latino três vezes. Rosalía, cantora espanhola que competia pelo prêmio deste ano com Anitta, ficou com o Astronauta de Prata, como é conhecida a estatueta do VMA, duas vezes. Mas os dois artistas sempre venceram com clipes com participações de outros artistas.

Outros recordes quebrados no VMA 2023
Não foi só Anitta que entrou para a história no VMA 2023. A noite foi de quebra de recordes, com destaque para Taylor Swift, que quebrou nove marcas diferentes.
Entre as mais relevantes, Taylor Swift ampliou seu recorde como a artista com mais prêmios de Vídeo do Ano (quatro), se tornou a artista mulher com mais prêmios em uma única noite (nove) e se tornou a segunda artista mais premiada na história do VMA, com 23 Astronautas de Prata, atrás apenas de Beyoncé, que tem 25.
Outra artista que se destacou foi Nicki Minaj. Ela ampliou seu status de artista com mais prêmios de melhor clipe de hip-hop, com cinco vitórias. Aparecem atrás dela em uma das categorias mais disputadas do VMA nomes como Drake (com três prêmios), e Eminen, Outkast e Missy Elliot (com dois prêmios cada).
Shakira, que concorreu com Anitta na categoria de melhor clipe de artista latino, não saiu de mãos abanando depois de ter sido superada pela brasileira. Ela empatou com Lady Gaga e Taylor Swift (dois prêmios) como a segunda artista mais premiada na categoria de melhor participação do ano, atrás apenas de Beyoncé, que tem três prêmios.
A cantora colombiana venceu com a sua colaboração com Karol G, no clipe “TQG”.
Como é possível ver, foi uma premiação dominada por artistas mulheres. De fato, pela primeira vez na história do VMA, todas as quatro principais categorias foram vencidas por artistas mulheres. Taylor Swift, com “Anti-Hero”, venceu nas categorias Vídeo do Ano e Música do Ano. Venceu também o prêmio de Artista do Ano. Já o prêmio de Revelação do Ano ficou com a rapper Ice Spice.
Formado em Engenharia de Computação (UNIVESP), Especialista em Marketing (USP-Esalq) e em Jornalismo Digital (Faculdade Descomplica). Apaixonado por músicas, séries e cultura pop
  • https://stm16.xcast.com.br:7334/