Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

Dança moderna e psicodelia em novo clipe de Lucas Brenelli

Uma das novidades para o início de 2022 é o lançamento do single e clipe “A Ponte”, do músico Lucas Brenelli. A nova canção marca a trajetória final para o lançamento do álbum “Avenida Lírica”, no dia 22 de fevereiro. Também haverá o clipe do single, que será o último dos três realizados que envolvem o álbum. Como o próprio artista diz, “A Ponte” é o “último dos primeiros passos” que antecipa e abre seu álbum multi-gênero. A faixa sucede os singles “Quem Tem Que Achar Sou Eu” e “The Train”.

No clipe, a dança é o foco principal de expressão e se personifica por meio de um minimalismo sutil, apoiado em closes de movimentos corporais que traduzem a própria linguagem musical. Segundo Lucas, a concepção criativa para o clipe de “A Ponte” girou em torno da idealização de se colocar no plano físico todos os pensamentos, os sentimentos, a história evolutiva, os percursos e também os percalços já passados por ele para chegar aonde está.

“Uma relevância importante desse clipe é que se trabalha a arte da dança como expressão da arte musical que criei. É como se os dançarinos estivessem em meu pensamento e se materializassem ao meu lado. São minhas dores, minha paixão e minha história sendo contadas em movimentos. O desenvolvimento foi, assim como todos meus trabalhos artísticos, literalmente fazendo a ponte entre artistas do meu círculo, produzindo uma atmosfera sempre única e especial”, diz o cantor.

O novo single apresenta uma mistura de rock clássico, folk alternativo e MPB, sem deixar de lado uma pitada de psicodelia. “Avenida Lírica” será seu primeiro álbum. O músico paulista diz que quase todas as músicas do disco se diferenciam entre si, mas que todas se comunicam com a atmosfera de sua alma. 

Lucas Brenelli é músico desde os 15 anos de idade. Lançou seu primeiro single “Flores Brancas”, em 2016, e desde então produziu os EPs “Espírito Sólido” (2017) e “Interno – #1 sessão”, em 2019. Suas influências musicais vão de nomes como Caetano Veloso, Lenine, Chico César, Cássia Eller, Cazuza, e até mesmo o poeta Leminski. Artistas como John Mayer, Nina Simone, Jeff Buckley, The Beatles e The Doors também fazem parte de seu rol de inspirações.

  • https://stm16.xcast.com.br:7334/