Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

Laura Luz brilha como protagonista de ‘Mila No Multiverso’, primeira série brasileira de ficção científica na Disney+

Ao assistir as séries teens que bombaram na TV há alguns anos, Laura Luz teve uma certeza: queria estar lá. Com apenas 9 anos, decidiu que seria atriz e desde então, fez mais de 25 cursos de interpretação para TV e cinema e diversos comerciais. Mas a grande virada veio em 2021, aos 18 anos, quando foi escolhida para protagonizar a primeira série brasileira de ficção científica da Disney+, ‘Mila No Multiverso’, que estreia no dia 25 de janeiro. Em seguida, dominou de vez o streaming e virou Kami, em ‘Dr4g0n’, série gamer da Globoplay, ainda sem data prevista para estreia.

“Parece um sonho. A Disney fez parte da minha vida, minhas maiores inspirações são de lá! Eu imitava as cenas de ‘No Ritmo’, como a personagem da Zendaya, e espero causar isso em muitas crianças agora. Já a Globo sempre foi a maior nas produções brasileiras, também cresci assistindo. Meu mundo girou quando me escolheram!”

Heroína do multiverso

Em “Mila No Multiverso”, a protagonista Mila é filha da grande cientista Elis (Malu Mader), que desaparece ao explorar universos alternativos. Então, em seu aniversário de 16 anos, a heroína ganha um dispositivo capaz de viajar por essas dimensões e sai em busca de sua mãe, encontrando novas versões de seus melhores amigos pelo caminho. 

“Digo que a Mila é a pessoa certa para ter acesso a diversos universos, porque ela tem muita empatia, se preocupa muito com seus amigos e faz de tudo para que eles fiquem bem. Ela é o tipo de pessoa que bota a mão no fogo pelo o que acredita e ainda planeja como não se queimar”, conta a atriz sobre a personagem, que mistura força e doçura.

Várias partes de Mila

Para Laura, as características marcantes de Mila foram inclusive seu maior desafio. “Encontrar uma Mila forte e doce ao mesmo tempo, não foi fácil”, afirma, dizendo que se inspirou na princesa Tiana de “A Princesa e o Sapo”, MJ, de “Homem-Aranha – Longe de Casa” e Olívia, de “Lemonade Mouth”.

Além disso, a atriz teve uma preparação de peso. “As diretoras Julia Jordão e Jéssica Queiroz e a preparadora de elenco Marina Medeiros me ajudaram bastante a construir isso”. O convívio com grandes nomes também elevou Laura a um outro nível. “A Malu me ensinou muito durante as gravações. Assim como o restante do elenco mais experiente, como Amanda Lyra, Rafaela Mandelli, Danilo Moura e Felipe Montanari”.

Gamer, mas só na ficção

Já na Globoplay, é a vez de Laura viver Kami, em “Dr4g0n”, série que conta a história de uma família que está à beira da falência e passa a ter seu sustento através do talento dos filhos para E-Sports.

“Construir Kami foi um processo totalmente diferente. Fico feliz demais por ter conseguido esse papel, pois passei meses construindo uma força dócil para Mila e de repente sou a casca grossa Kami”, diz a artista sobre a nova personagem. “Tenho certeza de que quem assistir vai gostar muito dela, além da série no geral que é incrível!”

Mas diferente de Kami, Laura não tem nada de gamer e teve que mergulhar nesse universo para dar vida a personagem. “Eu e todo o elenco assistimos a vida dos jogadores de E-Sports e jogamos muitos jogos com a mesma jogabilidade do que se passa na série”.

Desafios e paixão

Todo grande propósito é cercado por desafios e com Laura não foi diferente. Entre as especializações, sofreu discriminação racial. “Precisei encarar o racismo que por muitas vezes tentaram me impedir de continuar estudando. Mas os cursos eram dirigidos por pessoas maravilhosas do audiovisual que me ajudaram bastante a crescer, como a Marcia Italo, por exemplo”, relembra a atriz.

Jazz, sapateado, hip-hop e muitas outras especializações formam o currículo de Luz, mas segundo ela, a atuação é sua verdadeira paixão. “A arte sempre mexeu muito comigo, mas eu me encontrei sendo atriz. Eu senti o que amava e contei para a minha mãe”, afirma. “Se não fosse por amor, não teria enfrentado todos os problemas que enfrentei”.

Inspirações

Para mergulhar na atuação, Laura tem diversas inspirações. A primeira e principal, a estrela teen Zendaya, que também iniciou sua carreira na Disney. “Ela colocou a sementinha da arte no meu coração quando eu era mais nova”, conta. Além dela, grandes nomes como Viola Davis, Taís Araújo, Andreia Horta, e Bukassa Kabengele, com quem inclusive já contracenou. 

A atriz também revela grandes alvos: ” Tenho um sonho de contracenar com todas as figuras que me inspiram e ser dirigida pelo Lázaro Ramos, que também é uma inspiração para mim!”

O futuro

Ainda sentindo o gostinho de estrear em duas das maiores plataformas de streaming quase simultaneamente, Laura pensa em se especializar cada vez mais. Com 20 anos, a atriz pausou a faculdade de Audiovisual por causa das gravações, mas não pretende deixar os estudos de lado.

“Eu sou muito sonhadora e às vezes preciso manter minha mente no agora. Quero continuar estudando e pretendo conhecer todos os ritmos de cada tipo de produção, ou seja, trabalhar também em filmes, novelas, e se Deus quiser, continuar nas séries. Quero ter um currículo enorme e continuar sendo feliz na carreira da qual escolhi ter para a vida.”

Talento de Dell Santhos

Laura Luz é empresariada por Dell Santhos, da agência Sagarana. Idealizada em 1996 na cidade de São Paulo e dirigida por Dell, a empresa é responsável pelo lançamento e gerenciamento, formação e divulgação de novos talentos em diferentes áreas como televisão, cinema, streaming, teatro e publicidade. Importantes nomes da nossa dramaturgia já foram lançados por Dell, como Gabriel Santana, Arianne Botelho, Bruna Mascarenhas, Ronñy Kriwat, Victoria Rossetti, Lucas Leto, Felipe Velozo, entre outros.

  • https://stm16.xcast.com.br:7334/