Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

MULAMBA faz um respiro em “Hemisfério”, último single antes do novo álbum

Prestes a lançar “Será Só Aos Ares”, seu novo álbum, a MULAMBA continua a apresentar a guinada sonora desta nova fase, incorporando elementos da música brasileira à potência do rock que guiou seu primeiro e aclamado disco homônimo. Após buscar o transcendental em “Bença” com Luedji Luna e abertamente celebrar os diversos tipos de prazer em “Lascívia”, elas fazem um respiro na poética e sentimental “Hemisfério”. O lançamento em todas as plataformas digitais é do selo PWR Records.

Esse fôlego se reflete no novo trabalho. O segundo álbum de inéditas da MULAMBA surge a partir de fluxos internos, ao entender a importância de olhar para si, redescobrir as próprias raízes e se permitir descansar. A proposta é perceber a leveza e o deslocamento que o ar propicia. O título é um palíndromo, uma palavra ou frase que mantém o mesmo sentido quando lida de trás pra frente. “É uma libertação que estamos tentando alcançar ao fazer música. É a música feita com tempo, que acontece quando olhamos para dentro e nos permitimos ouvir o silêncio enquanto todo mundo espera o nosso grito”, definem as artistas. 

Com 12 faixas, o disco expressa identidades musicais diferentes, trazendo uma presença mais marcante de ritmos brasileiros. A concepção foi influenciada por diversas manifestações culturais originadas na diáspora africana. A intenção foi propor um resgate estético, revisitando a sonoridade das décadas de 1990 e 2000 e somando linguagens contemporâneas. Além da estabilidade do orgânico, das peles, das cordas, dos instrumentos de sopro e da voz, a banda abraça os elementos eletrônicos com os beats, os synths, os efeitos e as texturas sintéticas. 

  • https://stm16.xcast.com.br:7334/