Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

LARA lança clipe de “Saudade”, audiovisual que instiga o lúdico

Lara
Divulgação

LARA oferece ao púbico, em seus trabalhos audiovisuais, uma viagem pelo mundo lúdico que ela cria ao compor e gravar suas músicas, revisitando as texturas e cores das melodias, traduzindo as nuances da voz em imagens e cenas.

A artista, que assina direção criativa ao lado de Gabriela Matarazzo, chega com o clipe de “Saudade”, já disponível no YouTube. A faixa compõe o EP “Faíscas”, seu trabalho de estreia.

“’Saudade’ me faz viajar no tempo e espaço. Unimos uma letra que brinca com o lúdico, junto a uma produção moderna inspirada no bolero. Certos sentimentos não conseguem existir só através de palavras, apenas através da música mesmo. Espero que ‘Saudade’ te alcance assim como eu…”, comenta a cantora.

Com luzes mais escuras, a atmosfera do audiovisual vai se construindo no ritmo do bolero: lento e romântico. LARA aparece interpretando a canção com vestimentas largas e vermelhas ao lado dos dançarinos Mayara Cristina e Felipe Ferreira, que carregam na performance o poético da letra.

“Saudade é coisa do passado/ O nome do que eu sinto não existe não/ Eu juro com você eu fujo/ Sei não é seguro e eu não largo mão”.

“Saudade” é o terceiro clipe do EP Audiovisual. Anteriormente, LARA disponibilizou os clipes de “Faíscas” e “Pela Última Vez”. Em breve, serão lançados os das demais faixas.

SOBRE LARA

LARA, cantora e compositora, começou aos 14 anos fazendo aula de canto e não parou até hoje. Sempre dedicada muito aos estudos, se formou em Artes Plásticas e História da Arte, cursou composição, direção de fotografia, produção de música, escultura, direção de cinema, dança contemporânea, piano e violão. Anteriormente, LARA trabalhou com fotografia, vídeo, assistente de fotógrafos e com audiovisual no estúdio do diretor criativo Giovanni Bianco.

Apesar de sempre se visualizar como cantora e crescer em contato com mídia e nos bastidores dos programas de TV, acompanhando seu pai Fausto Silva, a artista teve inseguranças com o fato de cantar em público. A coragem veio e LARA assumiu essa profissão.

No começo LARA começou gravando covers e canções autorais para mostrar seu estilo de composição. Claudio Vargas foi seu primeiro mentor e quem a apresentou à produtora Mahmundi, que acabou produzindo o primeiro EP de LARA.

O som e a imagem estão intrinsecamente conectados e inseparáveis. Nos trabalhos de LARA, a artista explora o potencial do som de criar um ambiente, criar um espaço através da letra, produção, voz para o público não só ouvir, mas experienciar. O aspecto audiovisual de seu trabalho é de extrema importância, local em que ela explora as imagens que visualiza quando cria suas músicas. Nesta fase, LARA se inspira e traz os elementos do surrealismo e minimalismo ao público.

Agora, em seu primeiro trabalho, LARA colaborou com diferentes compositores para construir um EP experimental que explora a forma como se comunica como artista e compositora. As letras brincam com o lúdico e com o abstrato, convidando o ouvinte a completar, com suas próprias emoções, essa atmosfera criada nesse projeto.

  • https://stm16.xcast.com.br:7334/