Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

Equipe do Sesi Limeira é campeã mundial em torneio virtual de robótica

Sesi Limeira Robótica
Divulgação

A equipe Stardust, do Centro Educacional 005 – Sesi Limeira, conquistou nesta quinta-feira, 11/01, o título de campeã mundial da CoderZ League. O evento é uma competição virtual de robótica, que em 2024 foi transmitida direto de Israel, reunindo alunos de diferentes níveis em mais de 100 países espalhados pelo mundo. O torneio integra a metodologia STEAM (Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática), codificação e robótica. 

O grupo que se sagrou campeão mundial foi formado por seis estudantes: Enzo Magossi Piccin, Gabriel Henrique Palma da Silva, Matheus Oricolli da Silva, Miguel Mirelis Gomes e Otávio Correia, todos do oitavo ano do ensino fundamental, além de Thifanny Gabrielly dos Santos, que é aluna do sétimo ano. 

“Esta conquista não apenas reconhece a dedicação e talento dos nossos alunos, mas também destaca o comprometimento da nossa equipe pedagógica em promover o aprendizado inovador e preparar os estudantes para os desafios do século 21. Estamos emocionados por ver nosso esforço coletivo e paixão pela educação sendo reconhecidos em escala global”, destacou Marisa Faustino, coordenadora pedagógica do ensino fundamental 2 e do ensino médio no CE 005. 

A CoderZ League é baseada em nuvem, pode ser acessada de qualquer computador e usa uma simulação de robôs 3D virtuais que executam tarefas e missões complexas. Segundo o técnico da equipe Stardust, Thiego Garrito, a competição teve como foco a programação por blocos, na qual os estudantes prepararam os robôs para resolver os desafios e competir também contra a inteligência artificial da plataforma. Para chegar ao Mundial, o time de Limeira já havia vencido a fase nacional do torneio. 

“Foi uma satisfação indescritível participar desse torneio. Estar em um evento internacional representando o Brasil foi uma grande responsabilidade por si só. Carregar o país e levar ao pódio é, além de incrível, uma grande oportunidade de mostrar que com muito esforço conseguimos representar bem o nosso país. Toda etapa foi uma chance de aprimorar a programação da equipe e aprender mais os conceitos de programação”, completou Garrito. 

  • https://stm16.xcast.com.br:7334/