Connect with us

Beleza

Frio e ar seco: especialista explica como amenizar os impactos na pele causado pelas condições do inverno

Publicado à

em

SIGA AGITOMAX NO GOOGLE  NEWS

As condições da estação mais fria do ano mudam os nossos hábitos diários e impactam diretamente na saúde

Durante o inverno, devido ao frio e ao ar seco, costumamos tomar banhos mais quentes e beber um volume menor de água. Problemas como o ressecamento e o aumento da sensibilidade da pele são desencadeados juntos a esse hábitos que geralmente são agregados à chegada da estação mais fria do ano. Por isso, cuidados extras nessa época são essenciais para garantir a saúde, a hidratação e para prevenir o aparecimento de manchas, descamações ou coceiras na derme.

Segundo a dermatologista Larissa Abreu, integrante do corpo clínico da Áurea Dermatologia Integrada, a queda na nossa transpiração corporal devido a baixa temperatura faz com que a pele fique naturalmente mais seca. “Isso acontece por causa da vasoconstrição nas extremidades, ou seja, encolhimento dos vasos da pele em tempos mais frios. Essa dinâmica é natural para a manutenção e a regulação da temperatura do corpo, mas que deixa a pele mais sensível, pois gera menor retenção de água, de nutrientes e do oxigênio para a pele”, explica.

Especialista em dermatologia, Dra. Larissa explica também que além da alteração na textura da pele, outros sinais podem acender o alerta sobre a necessidade de ir ao dermatologista em busca de tratamentos adequados para regeneração do tecido. “Na maioria dos casos, a pele se torna acinzentada, áspera, com sensação de estiramento, além de maior visibilidade dos sulcos, leve descamação, podendo haver coceira e fissuras superficiais ou profundas”, alerta.

Publicidade

Além da descamação, o ressecamento da pele está associado ao aparecimento de outras doenças como: dermatite atópica – que acomete principalmente em crianças -, psoríase e coceira. “A avaliação clínica por um dermatologista especializado sempre será o primeiro passo para o tratamento. Mas, de modo geral, o uso de sabonete facial e corporal específicos para a pele seca, hidratação com ativos prebióticos e a água termal, podem ser ótimos aliados dos pacientes durante o inverno”, explica a dermatologista.

Em relação aos cuidados extras, a Dra. Larissa Abreu aponta que a hidratação é a principal forma para manter a saúde da pele nos dias mais frios e ressalta que o consumo adequado de água também faz parte do processo de cuidados. “É de suma importância a avaliação dermatológica para que possam ser indicados os produtos adequados. De modo geral, os cremes hidratantes mais potentes são os mais usados nesse período e a ingestão adequada de água também é fundamental”, detalha.

Além dos cremes hidratantes e do consumo diário de água, a dermatologista aponta que a redução da temperatura nos banhos e reduzir o contato direto com a água durante a lavagem da louça podem evitar a descamação da pele e o aparecimento de manchas. “Tomar banho de menor duração e o menos quente possível, evitar o ar seco, usar luvas ao lavar a louça, usar roupas de algodão ou seda, para evitar a irritação da pele e não esquecer de fazer uso do protetor solar facial e corporal, são as principais medidas preventivas”, alerta a Dra. Larissa Abreu. “No caso de dúvidas é sempre bom procurar um especialista para entender o caso”, finaliza.

Publicidade

SIGA AGITOMAX NO GOOGLE  NEWS

Publicidade
Publicidade

AGENDA DE EVENTOS

agosto 2022
setembro 2022
outubro 2022
novembro 2022
Nenhum evento encontrado!

Tags

⚡Notícias em alta